Rede Fetal Brasileira 

Obstrução das vias aéreas fetais

Obstrução das vias aéreas
CHAOS (Congenital High Airway Obstruction Syndrome)
fetais - atresia ou estenose de laringe


Trata-se de obstrução total ou parcial das vias aéreas superiores, pode ocorrer ao nível da laringe ou da traquéia.


É bastante rara em sua forma completa por ser considerada letal.


Os pulmões na vida fetal produzem líquido, a obstrução à sua saída da árvore respiratória causa um aumento do volume pulmonar. Este aumento progressivo vai levar a uma compressão das estruturas do mediastino, levando a falência cardíaca por compressão extrínseca, culminando na morte intra-uterina.


A ultrassonografia mostra pulmões aumentados, hiperecogênicos, diafragma evertido, associado a ascite e polidrâmnio pela compressão extrínseca do esófago e veia cava.


Indicação Cirúrgica e Preparo Pré-operatório:


Se a obstrução for completa, os efeitos da compressão apresentam piora progressiva. A avaliação ultrassonográfica detalhada da laringe parece poder diferenciar casos de mal-formações complexas, como atresia completa da laringe, que não permitiriam a desobstrução com visão direta, dos casos onde apenas uma membrana estaria presente, e que poderia ser “rompida” através da broncoscopia fetal.


Como algumas síndromes genéticas (Di George, Fraser, etc) podem estar associadas, é importante indicar um cariótipo molecular (de alta resolução) que possa detectar microdeleções. Como os casos são raros e bastante diferentes entre si, não existe consenso na indicação deste tipo de terapia.






    


Figura 1. Corte transversal do tórax, observar os pulmões hiperecogênicos (imagens cedidas Dr. Evaldo Trajano).